Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 23 de junho de 2010

"O amor nasce de pequenas coisas, vive delas e por elas às vezes morre."




Concordo plenamente com isso, as menores coisas ás vezes podem ser muito mais significativas do que vários atos de maior tamanho... já percebeu como é bom receber uma mensagem sem estar esperando? Você na escola, seu celular vibra e quando você o pega, é uma mensagem super carinhosa de alguém que você gosta muito... você solta aquele sorriso apaixonado, seguido de um enorme suspiro, e pensa: "Ele estava pensando em mim", "Ele lembrou de mim".
Também é ótimo quando por exemplo, entramos no orkut sem esperar nada, talvez 1 ou 2 recadinhos pra responder, e acaba se deparando com um depoimento de alguém muito querido, por menor que seja o número de caracteres, se usadas da forma certa, fazem com que você novamente libere aquele suspiro, e disperte em você aquele encanto.
Bilhetinhos no caderno, cartinhas feitas com carinho, mensagens offline, depoimentos, mensagens no celular, ligações inesperadas e várias outras coisas... À medida que vai recebendo essas pequenas demonstrações de afeto, vai se apaixonando cada vez mais por esta pessoa que mesmo sem receber cobranças, mesmo sem estar perto de você, mesmo sem estar conversando com você naquele momento... mostra que o pensamento estava sim próximo de ti, e com isso, faz com que você se sinta de uma certa forma 'importante' e querida.
Essas pequenas coisas são tão importantes em um relacionamento, seja qual for este, que quando ficam em falta, acabam com todo o 'brilho' e transformam a relação em uma rotina que vai se tornando chata demais pra suportar por muito tempo... a falta de pequenas atitudes afetivas podem sim matar um sentimento, por maior que ele seja.
Valorize os mínimos atos, demonstre o seu sentimento nos mínimos atos... Pois o amor, assim como as grandes árvores da natureza, nasce e morre por causa de uma semente mal tratada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário